Fekra

Single Blog

image description

Mirai agora infecta Windows para atingir mais dispositivos

Primeiro malware desenvolvido para IoT foi descoberto infectando computadores com o sistema operacional da Microsoft para depois atingir outros aparelhos conectados e promover ataques DDoS

O malware Mirai, primeiro a atingir dispositivos IoT e responsável por derrubar metade da internet dos EUA no ano passado, foi descoberto infectando computadores que rodam o sistema Windows. Para se espalhar, a ameaça passou a utilizar o computador comprometido para se conectar a outros devices, sejam eles Windows ou Linux, maximizando o impacto de seu ataque. Após contaminar o máximo de aparelhos possíveis, o Mirai os usa para realizar ataques de DDoS (ataque distribuído de negação de serviço).

Como funciona o ataque: Uma vez infectado, o dispositivo é usado em uma botnet (rede de computadores, telefones e tablets que também foram afetados pelo malware), que envia enormes quantidades de dados para um determinado alvo – geralmente uma empresa de hospedagem na web ou um site específico. Isso resulta no que é chamado um ataque Distribuído de Negação de Serviço (DDoS, que sempre visa deixar o alvo off-line, impossibilitando os usuários de acessá-lo).

Para se proteger contra essa ameaça, a primeira precaução é trocar a senha do seu roteador. Muitas pessoas mantém as configurações de fábrica de seus roteadores, incluindo o nome e a senha – exatamente a brecha que o malware Mirai explora para infectar os dispositivos. É importante também instalar soluções de segurança confiáveis que são capazes de detectar essa ameaça.

Leave Comment